|English version|Versión Español|
UNIDO - Observatory for Renewable Energy in Latin America and the Caribbean

Resultados esperados

 

O Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe é um programa de cooperação técnica multi institucional e multi disciplinar aberto para países de toda a região.

 

O objetivo principal deste programa é contribuir para o alcance das Metas de Desenvolvimento do Milênio ampliando o acesso a serviços modernos na área de energia e promovendo as tecnologias de energias renováveis para fins produtivos e aplicações industriais na região da América Latina e Caribe.

 

Sendo assim, o Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe lançou as bases para permitir aos países participantes coordenar e promover o desenvolvimento e a adoção de iniciativas de energias renováveis de modo a ampliar o acesso a energia e enfrentar o desafio de diversificar a matriz energética.

 

Deste modo, a UNIDO tem-se esforçado, por meio do Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe, para desenvolver uma extensa gama de projetos e programas na área de energias renováveis para a região.

 

Além disso, vale notar que o tratamento holístico dispensado pela UNIDO ao setor de energias renováveis é motivado pela demanda e é aplicável a diferentes situações e condições na região da Latino América e do Caribe. É fundamental que o projeto seja implementado em conjunto com as autoridades nacionais das áreas ligadas a energia e com a OLADE (Organização Latino Americana de Energia) a fim de garantir que o projeto esteja em acordo com as prioridades nacionais em energias renováveis e em acesso energético nos diferentes países participantes.

 

Mais especificamente:

 

A UNIDO, por meio do Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe enfoca particularmente os seguintes aspectos:

  • Desenvolvimento de relatórios técnicos nos países participantes, refletindo questões-chave a ser consideradas de modo a ampiar a presença das energias renováveis na região;
  • Estabelecimento de fortes vínculos entre os principais protagonistas dos países participantes de modo a desenvolver iniciativas conjuntas;
  • Criação de condições adequadas por meio de assistência aos governos para desenvolver políticas e quadros de regulamentação, bem como facilitadores e atores do mercado; 
  • Desenvolvimento de uma pasta de projetos em cada país participante, com vistas a aumentar o acesso a serviços energéticos modernos para a redução da pobreza e enfoque em energia para fins produtivos de modo a apoiar o valor agregado em comunidades descentralizadas, PMEs, etc.

 

 

Missão

O Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe tem por objetivo concentrar esforços dentro e fora da região para aumentar a presença das energias renováveis na América Latina e no Caribe.

 

Sendo assim, o Observatório tem por missão proporcionar assistência aos setores público e privado para a mobilização necessária de recursos técnicos e financeiros a fim de desenvolver e implementar a geração de energias renováveis e os projetos de distribuição energética na região.

 

Atualmente muitas organizações regionais e internacionais promovem as energias renováveis na América Latina e no Caribe, sob diferentes pontos de vista. Isso gera a necessidade e, também, a oportunidade para a criação de mecanismos de coordenação visando à promoção de investimentos nessa área. O Observatório de Energias Renováveis constitui, portanto, uma importante ferramenta para lançar as bases de coordenação e integração na região, bem como para o desenvolvimento e a adoção de iniciativa para lidar com o desafio de garantir segurança energética com base em fontes de energias renováveis na America Latina e Caribe. Além disso, a UNIDO tem se esforçado para desenvolver por meio do Observatório uma extensa gama de projetos e programas para a região.

 

Centros Especializados

 

Recentemente, no contexto do Fórum de Energia de Viena, realizado em junho de 2011, a UNIDO organizou um encontro de alto-nível entitulado “Rumo a um Centro de Excelência em Energias Renováveis na América Latina e Caribe” para discutir a necessidade de estabelecer um ou vários centros de excelência na região, dentro do quadro do programa do Observatório.

 

O Secretário Executivo da Organização Latino Americana de Energia (OLADE), representantes chave da Agência Espanhola de Cooperação Internacional e Desenvolvimento (AECID) e representantes dos 12 países do Observatório participaram do encontro acima mencionado e expressaram seu interesse e entusiasmo comuns sobre a proposta de estabelecer um ou vários centros de excelência em energias renováveis para oferecer aos setores público e privado serviços especializados em termos de consultoria e assistência técnica em assuntos relacionados a energias renováveis.

 

Deste modo, as diferentes partes envolvidas no evento em questão concordaram que a UNIDO iniciaria em conjunto com a OLADE e com o apoio da AECID um vasto processo de consultoria para determinar os serviços a serem prestados bem como a estrutura especifica do(s) centro(s) de excelência a fim de garantir no futuro sua absorção e pertencimento aos países. 

Histórico

 

Nos dias 26 e 27 de setembro de 2006 na cidade de Montevidéu, no Uruguai, a UNIDO, em conjunto com a Secretaria Geral Iberoamericana (SEGIB) e o Ministério da Indústria, Energia e Minas do Uruguai (MIEM), realizou o Encontro Ministerial Iberoamericano sobre “Segurança Energética na América Latina: Energias Renováveis como Alternativa Viável”.

 

O Encontro foi organizado com o objetivo de proporcionar aos ministros e representantes de governo dos países da região um fórum para discutir assuntos relacionados à segurança energética e energias renováveis e entrar em acordo sobre um programa de cooperação regional para alavancar o potencial das tecnologias de energias renováveis de modo a suprir a demanda energética crescente na região.

 

Uma das principais realizações da reunião foi a assinatura da Declaração Ministerial pelos Ministros de Energia e Representantes de Governos Iberoamericanos que incluiu apelos pelo aumento do uso de energia sustentável, maiores suprimentos de energias renováveis e maior integração regional, bem como pelo aumento da cooperação regional para pesquisa e desenvolvimento tecnológico na área. A declaração encorajou os governos dos países na criação do Observatório Regional de Energias Renováveis e foi solicitado à UNIDO que planejasse, estabelecesse e mobilizasse fundos para a instalação do chamado Observatório Regional de Energias Renováveis para América Latina e Caribe. 

 

 

 

Nesse contexto, o Observatório surgiu como programa regional da UNIDO e iniciou suas atividades em 2008 com recursos outorgados por Espanha e Itália, visando promover as energias renováveis na região da América Latina e do Caribe, além de fomentar investimentos de modo a expandir o acesso a energia e encorajar a integração das tecnologias de energias renováveis no processo industrial. O programa regional do Observatório tem por objetivo principal a consolidação e implementação, em cada país, de “Portfólios de Projetos” de modo a incrementar a presença das energias renováveis na região.

 

Atualmente, o Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe opera em 13 países: Bolivia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, México, Nicarágua, Paraguai, Perú e Uruguai. É importante ressaltar que a iniciativa é fruto da cooperação e coordenação direta com os correspondentes pares nacionais de cada país, que são, em sua maioria, Ministérios e instituições que lidam com energia, bem como a Organização Latino Americana de Energía (OLADE).

 

 Está prevista, no devido tempo, a expansão das atividades do Observatório para outros países da região da América Latina e do Caribe.

Source: IISD
Source: IISD

INSTITUIÇÕES COM AS QUAIS COOPERAMOS